background4.jpg

Vacinação em spray para os pintos de um dia no incubatório

Vacinação em spray para os pintos de um dia no incubatório

A vacinação em spray é o método preferido para administrar vacinas respiratórias, como por exemplo, para Doença de Newcastle (DN) ou Bronquite Infecciosa (BI), especialmente quando for a primeira vacinação das aves.

Este tipo de vacinação pode ser realizado tanto no incubatório como imediatamente após o recebimento na granja, enquanto os pintinhos ainda estão nas caixas. A vacinação no incubatório é geralmente considerada mais eficaz, pois o processo é automatizado e, portanto, mais controlado do que a vacinação manual que tende a ocorrer na granja. Métodos automatizados nos incubatórios incluem tanto o uso de um gabinete de spray, que é acionado cada vez que uma caixa de pintos é colocada dentro, como uma vacinadora montada acima da linha do transportador das caixas de pintos.

As vacinas adequadas para o uso em spray são as vacinas vivas, produzidas pela cultura dos vírus necessários nos ovos embrionados ou culturas de tecidos. Após a atenuação (enfraquecimento), os vírus são liofilizados e aparecem como um pellet em um frasco de vidro contendo entre 1.000 e 10.000 doses. Isso permite que as vacinas sejam armazenadas sob condições controladas por vários meses até a data de validade.

Antes do uso, a vacina deve ser dissolvida em água, tendo poucas horas de durabilidade após isso, portanto, deve ser utilizada imediatamente. A água serve como meio de transporte para o vírus vivo. Uma vez aplicada, a vacina irá atacar as células da mucosa dos olhos dos pintinhos e do trato respiratório superior. O ato de limpar as penas com os bicos otimiza a absorção. Uma vez no corpo, o vírus irá se multiplicar dentro das células mucosas para desenvolver a boa imunidade no trato respiratório.

Quando administrar as vacinas por este método, é importante que as gotas sejam pelo menos de 100 a 150 microns de tamanho. Se for menor, a vacina será inalada mais profundamente até o trato respiratório, resultando em uma reação pós-vacinal. Isto se apresentará como leves sintomas de doença nos lotes entre 3 e 5 dias após a vacinação – e terá um efeito negativo na produção.

Recomendações

  • Guarde as vacinas até o uso em um refrigerador mantido exclusivamente para este fim.
  • Siga as instruções dos fabricantes cuidadosamente.
  • Certifique-se de que a água utilizada para diluir a vacina é de boa qualidade, não-clorada e com baixo teor de minerais. Utilize água desmineralizada/destilada se a água da torneira não atender a esses critérios.
  • Dilua a vacina em um recipiente usado apenas para esse fim. Quaisquer vestígios de, por exemplo, desinfetante, matarão os vírus vivos atenuados e tornarão a vacina ineficaz.
  • Ajuste a vacinadora de acordo com o tamanho das caixas de pintos e da velocidade do transportador. Verifique regularmente se há desperdício de vacina e se a superfície total das caixas de pintos é uniformemente coberta pelo spray, colocando, por exemplo, papel absorvente dentro de uma caixa vazia.
  • Aplique apenas o spray de gota grossa. Instale um bico adequado e ajuste a pressão para conseguir isso.
  • Anote o número do lote da vacina utilizada. No caso de uma reação adversa, isso vai ajudar o fabricante a controlar o problema.
  • Informe os clientes que as aves foram vacinadas no incubatório. A vacinação em spray, que tem como alvo os mesmos órgãos, deve ser evitada no prazo de 10 a 14 dias.
  • Não misture diferentes vacinas por conta própria. Se vacinas diferentes forem necessárias, utilize apenas as combinações registradas formuladas pelo mesmo fabricante e com a compatibilidade testada.
  • Deixe os pintinhos nas caixas até, pelo menos, 20 minutos após a vacinação em spray para otimizar o efeito da absorção pelo bico.
  • Evite colocar os pintinhos ainda molhados nas salas de despacho de pintos com uma temperatura subótima ou com correntes de ar.
Pas Reform
Pas Reform
P.O. Box 2
7038 ZG Zeddam
The Netherlands
Phone +31 314 659 111
Fax +31 314 652 575
E-mail info@pasreform.com
Internet www.pasreform.com
© Pas Reform Hatchery Technologies