Equilíbrio para a perfeição

01/01/2013

Equilíbrio para a perfeição

Preso recentemente no aeroporto de Mumbai devido a uma nuvem de cinzas vulcânicas, eu me encontrei pensando em como, durante minhas visitas a tão diversos incubatórios, alguns aspectos de incubação continuam sendo pontos recorrentes de discussão. Um deles é o impacto do sub-carregamento de incubadoras e nascedouros, que podem causar problemas se uma máquina incompleta não for carregada “com equilíbrio”.

Lembrei-me de uma visita que fiz ao incubatório de um cliente, onde o gerente do incubatório levou-me à sala de incubadoras, explicando como se deu o desempenho de algumas máquinas. Embora a temperatura da casca dos ovos em uma das seções fosse boa, a temperatura em outra seção da mesma máquina era muito alta. Nós entramos em uma incubadora contendo embriões de 17 dias e, imediatamente, notei uma seção completamente vazia, apesar de todas as outras seções estarem completas, cada uma com quatro carrinhos. Na medição da temperatura das cascas dos ovos na seção em frente à vazia, encontrei uma média de 39 ºC, com mais variações que o normal. A temperatura nas outras seções completamente carregadas era boa.

Eu expliquei que o desequilíbrio da forma que a máquina tinha sido carregada estava tendo um efeito negativo sobre o fluxo de ar. Para restaurar o equilíbrio e otimizar o fluxo de ar, nós movemos dois carrinhos em direção ao lado do ventilador na seção oposta. Várias horas depois, quando nós medimos a temperatura das cascas novamente, encontramos valores normais em todas as seções da máquina, que iriam melhorar definitivamente a qualidade dos pintos e ajudar a reduzir a janela de nascimento.

Situações semelhantes ocorreram em outros incubatórios, independentemente da marca da incubadora ou nascedouro. Em um nascedouro, quando as bandejas são empilhadas em maior quantidade de um lado, é fácil para o ar circular no lado com poucas ou nenhuma bandeja, onde a resistência é muito menor. Neste cenário, o ar passa menos eficazmente através das bandejas com a produção de calor do embriões, resultando em um micro-clima superaquecido. A observação cuidadosa do saque dos pintos irá revelar a redução da qualidade dos pintos, ou na pior das hipóteses, bandejas com maior incidência de ovos não eclodidos.

Para melhores resultados, as máquinas devem sempre ser carregadas de acordo com as instruções do fabricante. Quando a máquina for completamente carregada, haverá pouco espaço para erros; mas quando as máquinas forem carregadas com menos do que a plena capacidade, será importante considerar o fluxo de ar – que na prática diária do incubatório significa carregar a incubadora e o nascedouro com um padrão equilibrado, para proporcionar a cada embrião a mesma oportunidade para prosperar.